Nossos Parceiros



Enquete – Preferência

Se a eleição para prefeito de Salgueiro fosse hoje em quem você votaria se os candidatos fossem esses?

  • Clebel Cordeiro (48%, 151 Votos)
  • Edilton Carvalho (36%, 113 Votos)
  • Marcelo Sá (16%, 49 Votos)

Total de Participantes:: 313

Enquete – Rejeição

Se a eleição para prefeito de Salgueiro fosse hoje em quem você NÃO VOTARIA se os candidatos fossem esses?

  • Marcelo Sá (43%, 122 Votos)
  • Clebel Cordeiro (32%, 90 Votos)
  • Edilton Carvalho (25%, 72 Votos)

Total de Participantes:: 284

Salgueiro

Policiais do grupamento do GATI do 8°Batalhão em Salgueiro agridem Jovem e não prestam socorro

Publicado

em

Na madrugada desta terça-feira, 05.03.19, por volta de 01:00 h, um jovem vinha chegando em sua residência, no Bairro da Granja, em Salgueiro,  quando foi surpreendido por uma viatura do GATI e vários policiais lhe cercaram e passaram a inquirir porque ele estava batendo em uma mulher. Quando o mesmo, inocente do que estava acontecendo, disse que não estava batendo em mulher alguma, passou a sofrer diversas agressões. Durante cinco minutos os Policiais agrediram o Jovem, e depois o deixaram largado no local, sem prestar nenhum socorro, ou mesmo conduzi-lo à Delegacia de Polícia Civil. Quando terminou às agressões, e após os policiais irem embora, o jovem pediu socorro e depois seus familiares o levaram ao hospital, onde permanece internado desde a madrugada, sem previsão de alta, devido à gravidade dos ferimentos.

Após socorrer o jovem, a família procurou a Polícia Militar, onde o Major Branco imediatamente providenciou que se apurasse o fato, e constatou que não houve nenhum chamado de emergência acerca do caso, mas fazendo buscas na localização da guarnição no momento do fato, observou-se que o GPS da mesma apontava a localização da rua em que ocorreu as agressões, o que evidencia a arbitrariedade dos policiais, uma vez que agiram sem nenhum procedimento policial em curso, bem como sem realizarem nenhuma formalidade do fato, pois não fizeram o registro do Boletim de Ocorrência,  como quem desejava manter as coisas em sigilo para não serem identificados e ficarem impunes da arbitrariedade que cometeram. Quando ouvidos no Batalhão, os policiais negaram tudo e disseram que não estiveram no local do fato. A família pede a punição devida aos autores das agressões, bem como o afastamento dos mesmos do serviço de rua, para não colocarem em riscos mais vidas.

Didi Galvão

Compartilhe isso:
Continue Reading
1 Comentário

1 Comenttário

  1. Alberto Neto

    5 de março de 2019 at 23:16

    Parabéns aos policiais pela excelente ação.

    Afinal policia é para manter a ordem pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais acessadas

Copyright © 2019 - 2019 Salgueiro Online.